Você Ajuda quem “Precisa” ou quem “Merece”?

 

Este é um dos maiores erros que eu cometi no meu trabalho como terapeuta. E com certeza, é um dos maiores erros que as pessoas, especialmente nós mulheres, cometemos em todos os setores de nossas vidas.

Deve ser porque nos ensinaram que mulher tem que ser “cuidadora”, “altruísta”, “devotada”, “prestativa”, blá, blá, blá…

Por isso, nos sentimos tão mal quando não conseguimos ajudar o sujeito!Especialmente, se tratando de parentes e amigos!

pessoa triste 2

 

Antes de sair por aí, dando uma de “Madre Teresa” ou “Samaritana Boazinha”, deixa eu te desiludir?

Antes de ajudar alguém, pelo menos pergunte se ele “quer ser ajudado“!

Saiba que muita gente não quer, não deseja e nem podem ser ajudada!

Saiba que um montão de gente não quer, não deseja e nem poder ser “curada”? Se isso não passou pelo seu coraçãozinho bondoso, fique sabendo e evite muito sofrimento.

Pelo simples fato de termos em nosso interior a “Centelha Divina”, já somos Deuses e merecemos todas as coisas boas da vida!

O problema é que muita gente não se sente merecedora, seja pela falta de autoestima, culpas ou rejeição.

Outro tipo de gente, para mim o pior de todos, tem medo de merecer, não sabe receber ajuda, pois são pessoas tão egoístas e arrogantes, que dever alguma coisa ao outro, para elas é sinal de fraqueza, uma verdadeira humilhação! Por isso, preferem sofrer com suas eternas mazelas, do que se render à Sabedoria do Universo, que poderia facilmente curá-las.

Eu mesma tive uma prova viva dessa verdade, há poucos dias atrás, quando assisti a uma palestra em São Paulo. Como sempre acontece no Brasil, ocorreram “problemas técnicos” e o evento atrasou bastante. O que não me irritou, pois me sentei tranquilamente e quase consegui ler algumas páginas de um livro. Digo quase, porque uma santa criatura, ao meu lado, não parava de reclamar.

Dizia que precisava ir embora, que estava perdendo tempo, que era um desrespeito.

Ela se mexia, gesticulava, jogava o cabelo em mim, tanto que em determinado momento, pensei que fosse ter um “treco” e cair no chão com a boca espumando, fazendo com que precisássemos chamar o Resgate 192…ou um exorcista!

Seria TPM?

A dona do espaço e os organizadores do evento já tinham pedido desculpas, duas vezes pelo imprevisto.

Não dava pra entender o que aquela “Princesinha da Cocada Preta” desejava. Por acaso ela queria que as pessoas caíssem aos seus pés com as mãos postas, implorando o seu perdão?

Quando eu já estava quase me levantado e saindo de perto dela, finalmente a palestra começou, mas a criatura não se deu por satisfeita e continuou reclamando e debochando do palestrante!

Para o bem de todos, não se passaram cinco minutos e ela foi embora!

Pelo menos 90% do que o palestrante falou serviria para apaziguar aquela “alma psicótica”, mas ela preferiu se mandar com um bico de fazer medo.

Talvez a pessoa que mais precisava tenha sido a primeira a sair!

Ou será que a pessoa mais necessitada era eu, que me enfureço com esse tipo de criatura?

O que eu deveria fazer? Simplesmente ignorar pessoas grosseiras, ingratas, mimadas e cheias de querer “causar”?

Esta mulher, com certeza, é do tipo que ninguém consegue ajudar ou curar, pois ninguém nem nada são bons o suficiente para os seus padrões mórbidos de exigência.

E olha que a palestra era gratuita e só doamos um quilo de alimento!

Será que ela pediu a comida de volta na saída? É bem capaz!

Portanto amiga, antes de ajudar alguém, pense se você pode ajudar sem quebrar a própria cara. Assegure-se de que a sua ajuda é bem vinda, para não se transformar numa pessoa chata, que mete o nariz onde não foi chamada.

A pessoa te pediu ajuda e depois te deu um belo pontapé ou te enfiou uma faca nas costelas?

Não se aborreça, porque a gratidão é uma escolha e não pode ser forçada.

O grande segredo é nunca esperar que as pessoas lhe paguem!

Todos os seus atos de cura, compaixão ou solidariedade são “créditos”, que um dia o próprio Universo lhe restituirá.

Neste mundo, ninguém deve nada a ninguém.

michaella

Michaella Enguel é Terapeuta Holística, Bióloga, Webmarketer, especializada em Coaching de desenvolvimento para Mulheres Empreendedoras.

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *